Reitoria da UFPE. Av. Prof. Moraes Rego, 1235 - Cidade Universitária, Recife/PE CEP 50670-901
rpf@ufpe.br

Sobre a RPF

Missão

A Rádio Paulo Freire tem por missão a formação profissional dos discentes dos cursos do Departamento de Comunicação Social (DCOM) do Campus Recife e do curso de Comunicação Social do Núcleo de Design e Comunicação do Centro Acadêmico do Agreste (CAA) da Universidade Federal de Pernambuco. 

Além da dimensão do ensino, congrega as  outras três dimensões fundamentais da Universidade: extensãopesquisa gestão.

Princípios

A Rádio Paulo Freire é orientada pela concepção da comunicação como um direito. Pautada no valor da cidadania, em que o interesse público do cidadão é prioridade na sociedade democrática, a comunicação pública busca a pluralidade e diversidade de vozes, o desenvolvimento da leitura crítica da mídia e a construção do debate público qualificado. Para tanto, abre espaço para assuntos que são silenciados na mídia empresarial, mas que são fundamentais para o desenvolvimento da cidadania, além de ofertar interpretações críticas sobre os problemas públicos já midiatizados. Está baseada no respeito aos direitos humanos, à diversidade de gênero e de raça, bem como de outros grupos e segmentos sociais subrepresentados na mídia empresarial. Dessa forma, possui potencial para equacionar a velocidade do rádio, a instantaneidade, a conectividade, a mobilidade e a vocação local do veículo com o aprofundamento das coberturas jornalísticas e a pluralidade de olhares sobre o mesmo fato. Pratica o apartidarismo, uma vez que, sendo de natureza pública, esta comunicação não se presta a fazer proselitismo de nenhum partido, pois os interesses do cidadão são o foco e todo o objetivo desta comunicação. Por fim, questiona a estrutura oligopólica da comunicação no Brasil e defende a sua democratização.

Para ser efetivada, a comunicação pública implica a participação social através da articulação dos diversos grupos da sociedade civil e dos setores e segmentos da comunidade acadêmica. A rádio receberá as colaborações, acolhendo propostas de programas e ações mediante critérios e procedimentos a serem propostos pela Equipe Gestora, a partir de chamadas públicas que informem os critérios e procedimentos a serem seguidos para seleção de propostas. Outra instância de integração com a sociedade é a participação em redes nacionais de emissoras universitárias, comunitárias e/ou públicas. A articulação institucional implica ainda em difundir os programas em outras emissoras, bem como receber e veicular produções de emissoras parceiras.

A comunicação pública segue o valor democrático do Estado laico. Sendo assim, proíbe o proselitismo religioso e prega o respeito a todas as religiões. Estas poderão ser abordadas nos programas como traços culturais, numa leitura crítica.

Sendo uma emissora de rádio de natureza formativa, a Rádio Paulo Freire servirá como laboratório para a pesquisa, inovação e experimentação. Deve atuar como fomentadora à produção de projetos em diversos formatos. Além disso, deve estimular a inovação no processo de ensino-aprendizagem, quer seja agregando diferentes disciplinas num mesmo trabalho, articulando professores e mídias ou integrando as disciplinas com projetos de extensão. 

Eixos de Atuação

A emissora proporcionará o ensino das disciplinas vinculadas aos cursos de Comunicação da UFPE, através da produção e difusão dos seus conteúdos. Também funcionará como espaço de formação de novos agentes de comunicação popular, podendo, a partir do acompanhamento de docentes da UFPE, acolher integrantes de coletivos e rádios comunitárias em atividades de formação. 

A emissora atua como fomentadora de novos formatos.

A emissora recebe colaborações dos diversos setores e segmentos da comunidade acadêmica, acolhendo propostas de programas e ações mediante critérios e procedimentos propostos pela Equipe Gestora por meio de chamada pública.

A emissora recebe propostas da sociedade civil mediante critérios e procedimentos propostos pela Equipe Gestora por meio de chamada pública.

A emissora participa de redes de veiculação de rádios universitárias, comunitárias e/ou públicas.